X

O tal apelo emocional na publicidade!

Nunca gostei do Dias dos Namorados! Namorando ou solteira, a data sempre me incomodou, tudo muito voltado para: presentes caros, restaurantes caros, uma noite “forçada” a declarações de amor, demonstrações de afeto via redes sociais (de casais que estão “mais pra lá do que pra cá”), um comportamento que eu não acho comum para apenas um dia no ano. Antes que pensem que não sou romântica, eu sou uma manteiga derretida, daquelas que chora assistindo filme, que chora com os personagens de seriados (nem comento a morte de Ned Stark! Chorei demais rsrs), choro ouvindo uma música, quando estou na TPM, com festa surpresa, até com elogio, sim, sou bem melosa, mas gosto das coisas que vem com naturalidade, com espontaneidade, que me surpreende. Histórias de amor, de superação, de vitória, essas coisas comovem. Talvez, por isso, eu chore com os comerciais de final de ano e aqueles de margarina que o pessoal tanto fala 🙂 O tal apelo emocional na publicidade, não é algo que surgiu agora, o “Tio Sam quer você” é exemplo disso. Hoje, na verdade eu queria expor dois exemplos claros do quanto, cada vez mais, as marcas tem se colocado em segundo plano, para ganhar destaque nos seus comerciais publicitários, utilizando-se do apelo emocional. No meu post anterior falei sobre os comerciais do Superbowl e dos quais eu tinha gostado mais, acontece que o favorito da galera tem sido o “Puppy Love” da Budweiser, com a música “Let her go” de fundo (linda, romântica e sensível), o comercial mostra o relacionamento entre um cachorro que vive em uma casa de adoção e o cavalo que é seu vizinho, a história mostrada em pouco mais de um minuto mostra de forma singular a amizade dos dois, a campanha trás a hashtag “bestbud” (melhores amigos) e o produto, aparece de forma muito tênue em todo o comercial. No entanto, eu comecei meu post, falando do dia dos namorados, por uma razão simples, amanhã, 14 de fevereiro, em vários países do mundo é comemorado o “Valentine’s Day”, e eu estava em busca de conteúdo sobre o tema para um job, quando me deparei com o comercial da “Schwarzkopf Nectra Color”, empresa alemã de produtos para cabelos. Um comercial de aproximadamente dois minutos, que mostra a narrativa sobre vários detalhes que “ele” gosta e sabe sobre “ela”, assim como partes da rotina vividas pelo casal. A música, as cores, a narrativa, tudo elaborado de uma forma muito envolvente e inspiradora, um comercial que sai dos clichês que costumamos ver nos comerciais do dia dos namorados e mostra que o amor está nos detalhes. Diferente da maioria dos comerciais que vemos, como foco no “presente” ou quanto você vai gastar com o presente, o comercial, trouxe de forma muito pequena a exposição do produto. Um trabalho competente de direção e roteiro 🙂 eu amei e resume o que penso sobre o dia dos namorados: Que seja todo dia, que o amor seja vivido nos detalhes, na rotina e na falta dela!!!

Nem só de comerciais americanos, vive esse post, mas de brasileiro também rsrs, ainda sobre dia dos namorados, o meu favorito até hoje foi o da Vivo que homenageou a música do Renato Russo, “Eduardo e Mônica”. Até acharam um outra campanha que já havia utilizado a mesma música também na ocasião do dia dos namorados, mas achei o da vivo mais bem produzido e dirigido 😉

Leave a Reply

Message
Your Name *
Your Email *
Website

cinco − dois =

Fale comigo!

Use o formulário para entrar em contato

Name: Thiara Meneses
Skype: thiarameneses
Address: contato@thiarameneses.com.br
Top